:. Graduação
:. Educação à Distância
:. Ensino Técnico
:. Gestão Pública

:. Programas
:. Apoio Pedagógico
:. Ambientes Virtuais
:. Educação a Distância
-->
   
                         Home      ::      Sobre     ::      Documentos     ::      Guia Acadêmico     ::      Cursos da UFPel      ::      Programas      ::     Estágios


Curso de Agronomia


Reconhecido através do Decreto nº 7970 de 19/09/1945 publicado no DOU de 1945.

Estrutura Curricular: Até a turma que ingressou no 2º semestre de 1992, o curso tinha regime semestral, organizado em Sistema de Créditos por Disciplinas com pré-requisitos específicos.   A partir de 1993, o currículo implantado, passou a ter Regime Anual e Sistema em Blocos Seriados de Disciplinas, sendo que a turma formada em 2003  encerrou este sistema 2003. Em 2002 foi implantado o novo currículo com regime semestral, tendo um núcleo de formação básica, constituído de dois semestres; um núcleo de formação profissional geral, constituído de 6 semestres; um núcleo de formação profissional complementar que abrange um conjunto de disciplinas eletivas equivalentes a um semestre e, um estágio de conclusão do curso de 680 horas. Além destas, todos os alunos deverão cumprir atividades no denominado PROGRAMA EDUCATIVO COMPLEMENTAR, consistindo em atividades extra-classe durante sua vida acadêmica, devendo realizar estágio, ser bolsista ou monitor em pelo menos 3 semestres. A partir de 2003, o novo currículo está sendo avaliado e  em 2005 deverá ser adequado mantendo o princípio de ser revisto de forma continuada.

A partir do ano de 2000, junto com as demais Faculdades de Agronomia do País, os estudantes da FAEM passaram a realizar o Exame Nacional de Cursos do MEC.

Ingresso no Curso: O ingresso no curso de Agronomia da FAEM é feito através de Processo Seletivo (vestibular). São oferecidas 50 vagas por semestre, sendo os ingressos aqueles aprovados em vestibular de inverno e de verão.

Período: Diurno.

Duração: O tempo para a realização do curso é de cinco (5) anos, podendo ser estendido até oito (8) anos por força da legislação vigente.

Titulação: A titulação conferida aos estudantes concluintes é a de Engenheiro Agrônomo.

Objetivo: O curso tem como objetivo Geral : “a formação acadêmica plena de um Engenheiro-Agrônomo de sólida cultura e visão holística da atividade agrícola, sendo capaz de desenvolver trabalho técnico e economicamente viável, ecologicamente apropriado, socialmente justo e solidário, credenciando-se assim para atuar e ser sujeito de um outro processo agrícola, contribuindo efetivamente para o desenvolvimento rural sustentável.”

O Engenheiro Agrônomo formado pela FAEM deve ter o perfil de: “um profissional com atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, com sólidos conhecimentos humanísticos, científicos e tecnológicos, com uma postura ética e visão holística da agricultura, englobando os aspectos culturais, políticos, sociais, ambientais e econômicos, dentro das atribuições que a legislação profissional lhe confere.”

Princípios Básicos do Curso: Os princípios básicos definidos pelo planejamento estratégico da FAEM e aprovados pelo seu Conselho Departamental são:
- formação profissional de qualidade;
- integração e compromisso com a comunidade;
- desenvolvimento e inovação, resguardando e respeitando a pluralidade e a natureza;
- promoção da atividade integrada, resguardando o potencial;
- busca constante da qualidade e da eficiência, fundamentada na conduta ética e rigor científico;

A preparação deste profissional deverá possibilitar-lhe capacidade crítica e criativa, discernimento em sua atividade, condições de gerar tecnologia e entender a transição do atual modelo agrícola, em busca de uma agricultura integrada e permanente, compatível com os interesses sociais da comunidade e em harmonia com a natureza.

A formação curricular deve ser eclética, não comportando a especialização em nível de graduação, pois só pode entender a complexidade da agricultura um profissional de formação diversificada, partindo do princípio de que a agricultura é o uso racional do solo, através de sua integração com a planta, o animal, o ambiente e o homem, em um sistema heterogêneo e complexo. Para atender às competências e habilidades, em consonância com os objetivos do Curso, a formação do Engenheiro Agrônomo deverá se desenvolver sobre os seguintes eixos temáticos:
- Sistemas de Produção Animal
- Sistemas de Produção Vegetal
- Agroindústria
- Gestão Ambiental
- Sócio-economia do Agronegócio



Áreas de Conhecimento: Para atender as capacitações e alcançar os objetivos gerais propostos na formação do Engenheiro Agrônomo, o Curso é dividido em 7 (sete) linhas curriculares:

- Agroindústria
- Ciências Sociais Agrárias
- Engenharia Rural
- Fitossanidade
- Produção Animal
- Produção Vegetal
- Solos

Estas áreas de conhecimento são abrangidas pelas disciplinas do ciclo básico e do ciclo profissionalizante. As matérias, as disciplinas e as demais atividades propostas no currículo, devem atender as necessidades específicas das linhas curriculares e das áreas de atuação profissional do Engenheiro Agrônomo e, estão em constante revisão e atualização.

Clique aqui para visitar página do curso

 

Untitled Document
 
Departamento de Registros Acadêmicos
 
Coordenadoria de assuntos estudantis
 
Sistema de bibliotecas
 
Fórum Brasileiro de Pró-Reitores de Graduaçao
 
InstitutoNacional de Pesquisas Educacionais
 
Centro Especializado em Seleçao